Homofobia & liberdade de expressão: discordar é preconceito?




Ressaltarei o Art. 5° IV da C.F. como base de argumentação. “é livre a manifestação de pensamento, sendo vedado o anonimato” (...) VI é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos.” Está claro que e o Estatuto da Nação assegura o direito de expressão, vale destacar que nenhum direito é absoluto e não pode ser usado para justificar a violência.
Homofobia, o ponto da lide (conflito) está exatamente aonde? Primeiro vamos entender o seu significado, o qual inclusive é uma palavra incorreta para expressar a opinião contrária ao comportamento gay. Homofobia significa: aversão irreprimível, repugnância, ou ódio contra homossexuais.
A intenção dos ativistas gays é imitar a Ignóbil lei aprovada no Canadá, a Corte Suprema proibiu o discurso bíblico e escrito contrário ahomossexualidade.
Vale destacar que se a criminalização da homofobia fosse aprovada no Brasil, teríamos vários padres ou pastores presos por discordarem da pratica homossexual.
O ardiloso ativismo gay manipula informações tentando suscitar a população a respeito do aumento de morte por causa da homofobia. Atente para a seguinte questão: nem todos os homossexuais morrem por causa de preconceito, mas por motivos corriqueiros comuns a qualquer cidadão.
As pesquisas dizem que cerca de 200 casos de assassinatos a homossexual no Brasil, Mas será que estas mortes não estão incluídos suicídios, acidente de carro etc... Dizem os apologistas que no Brasil 9% da população é homossexual, porcentagem incoerente, tendo em vista que na Europa onde os simpatizantes ao movimento é maior que no Brasil a porcentagem é de 2%.
O tema é tão comentado, principalmente nos meios de comunicação que discordar da pratica homossexual tornou-se um dilema difícil, ou seja, mesmo que ainda não seja considerado crime, tentam colocar uma mordaça nos que se dizem contra a prática. É bom lembrar que discordar não é sinônimo de desrespeitar, existe uma grande diferença dizer: “eu não concordo com a prática homossexual” a usar palavras pejorativas, xingamentos. Que o cristão tenha o direito dizer sou contra! E os homossexuais tenham o direito de serem respeitados como pessoas. Viva a liberdade de expressão!

Pr. André José.

Gostei

Gostou do que leu? Clique no coração acima!!

Um comentário:

  1. Viva a liberdade de expressão, mas nunca a de opressão. Tenho recebido muitos e-mail's de homossexuais e de conjugues ou namoradas de homossexuais que viram meu e-mail aqui nos comentários do site e resolveram me contactar. (mangagin@hotmail.com)
    Todos eles aparecem desesperados com o que as pessoas irão dizer se descobrirem, e eles tem motivo para isso. Um amigo meu já levou socos e ponta pés só porque andava conversando um amigo de turma que é afeminado! Só por andar ao lado de um!!

    A lei contra a homofobia precisa sim ser muito bem preparada para que não se faça injustiças quanto ao pensamento religioso e ideológico, mas também precisa acontecer para que se proteja os gays de ameaças, de ataques psicológicos, agressão física, assassinato e suicídio. Não é um exagero. Muitos gays não dão queixa justamente porque a lei não o acolhe, e quando chega na delegacia recebe mais chacota ainda!! Os travestis é que são os mais atacados pela sociedade, e talvez até você que está lendo isso ache ridículo essa defesa, mas não é, ela é necessária. Recentemente o filho de um casal gay apanhou dos colegas na escola, e estes crescerão, mas tomara que não se tornem piores. Gays são expulsos de restaurantes, lanchonetes, até mesmo de pontos de trem só porque demonstram afeto. Demonstrar afeto em público é algo que já é defendido em lei, mesmo assim muitas vezes é considerado atentado violento ao pudor, mas somente em casos de homossexuais demonstrando afeto.

    As leis que asseguram a liberdade e forma de defesa de todos é uma lei justa, mas não é o atual caso, e se a lei deve se adequar a sociedade a qual serve, então deve se adequar também as necessidades (que não são novas) de uma minoria que pede por mais igualdade.

    ResponderExcluir

Comentários de acordo com o texto e sem palavras ofensivas, obrigado (www.conselheirocristao.com.br)

Compartilhe

Compartilhe