O Divórcio a luz da poderosa Palavra de Deus

Compre agora - Por que os relacionamentos não dão certo!

Deus odeia o Divórcio
Hoje irei falar sobre um tema bastante controverso, polêmico, pois existem muitas linhas de pensamento quanto ao assunto, quando na verdade não deveria ter pois a Palavra de Deus contida na Bíblia Sagrada, é bem clara quanto ao assunto, e a mesma não se contradiz, o assunto abordado de hoje é o divórcio.
O divórcio de uma forma bem simples de se falar é o rompimento do casamento entre um homem e uma mulher.
O principal objetivo aqui é falar acerca do divórcio no meio cristão, que infelizmente tem aumentado consideravelmente de uns anos para cá, mas vamos lá o que a bíblia diz sobre o divórcio?
Em nossos dias alguns tem entendido pela Bíblia, que Deus permitiu o divórcio no dialogo de Jesus com alguns fariseus, diálogo este que está registrado em Mat. 19:3-12.
Agora será que Jesus realmente permitiu o divórcio, assim como sucedeu com Moisés?.
Precisamos considerar que naqueles dias haviam correntes de pensamentos divergentes quanto ao assunto do divórcio que dividiam os pensamentos dos fariseus.
Existiam duas escolas que são a de Hilel, que permitia o divórcio por qualquer motivo, dessa forma o homem abusava do divórcio, visto que os motivos eram os mais banais possíveis como queimar a sopa, ou achar uma mulher mais atraente, praticamente qualquer coisa que a mulher fizesse e que não agradasse o homem como falar alto de mais por exemplo era motivo de divórcio.
Outra escola existia que no caso era a do Shammai um estudioso Judeu, que defendia que só era permitido o divórcio em caso de adultério, ou seja infidelidade conjugal.
Jesus porém quando respondeu aos fariseus, os fez retornar ao princípio de tudo, enfatizando o prospósito de Deus no que se refere a instituição do casamento, veja o que disse Jesus:
Não tendes lido que, no princípio, o Criador os fez macho e femea e disse: Portanto deixará pai e mãe e se unirá a sua mulher, e serão dois uma só carne?
Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto o que Deus uniu não separe o homem. Mateus 19:4-6.
Observe uma coisa muito importante agora, nesta passagem citada acima:
Deus fez homem e mulher no singular, não fez um homem e duas mulheres, e nem uma mulher e dois homens ele disse "os dois se tornarão uma só carne" e não os três.
O homem deixa paie mãe, não deixa mulher e filhos, ou seja, o homem solteiro está livre para casar com uma solteira, e não com uma repudiada e abandonada por outro homem.
Agora tanto o homem como a mulher que eram solteiros, livres de qualquer compromisso marital, casam-se e tornam-se ambos uma só carne.
Deus não os vê mais como dois porém agora uma só carne, como esta em Mat.19:6.
O ensinamento de Jesus foi bastante claro, mas os fariseus não aceitando a verdade ficaram puxando assunto com Jesus, com o intuito de experimentar o Mestre, pois estavam insatisfeitos.
Agora os fariseus usam a Palavra do próprio Deus com o objetivo de pegar Jesus em alguma falha, e por isto levantaram a seguinte questão:
Então por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio e repudia-la? Mat:19.7.
Jesus então responde:
Moisés, por causa da dureza do vosso coração, vos permitiu repudiar vossa mulher; mas ao princípio não foi assim. Mat.19:8.
Veja que Jesus novamente volta ao princípio de tudo ao propósito de Deus no que se refere ao casamento, e diz ainda que Moisés não mandou, mas permitiu dar carta de divórcio por causa da dureza do coração daqueles que eram favoráveis ao divórcio não aceitando o contrário. Mat.19:8.
Agora Jesus como o Filho do Deus Vivo dá a sua palavra e deixa a sua posição quanto ao divórcio, não podemos negar que Jesus deu um motivo para tal quanto ao divórcio e novo casamento, agora vejamos o seguinte, o que Jesus quis dizer com esta excessão, que deixou os discípulos incomodados com a palavra do Mestre?
Jesus citou a palavra grega "Pornéia", porém algumas bíblias traduzem esta palavra como adultério; outras traduzem como prostituição, e outras traduzem por relações sexuais ilícitas; e outras bíblia ainda traduzem por fonicação.
Vamos analizar então:
"Pornéia" fala de pecado antes do casamento, ou seja entre solteiros, enquanto "Moichéia" fala de pecado no casamento, que no caso é adultério, desse modo entendemos que que é solteiro comete "pornéia", isto é fonicação e o casado comete "moichéia", isto é adultério.

Se quaquer pessoa for traduzir erradamente a palavra "pornéia" dita por Jesus como adultério, seria o mesmo que dizer o seguinte:
"Quem estiver cansado do seu cônjuge basta adulterar contra ele, dessa forma se está livre para casar novamente!" "Mat,5:32"

O texto de Mateus 5:32 ficaria desse jeito:
"...qualquer que repudiar sua mulher faz que ela cometa adultério, a menos é claro que ela tenha adulterado..."
E preciso lembra daquilo que o Apóstolo Paulo disse:
"é porventura Cristo ministro do pecado? De maneira nenhuma.
Gálatas 2:17 parte b"

Vamos lá, a lei de Moisés previa o caso que se uma mulher não fosse achada virgem, ou seja a recem-casada, esta seria apedrejada, desse modo o marido ficava livre para casar de novo.

Leia a passagem abaixo:
"Porém se isto for verdadeiro, isto é, que a virgindade não se achou na moça,
Então levarão a moça à porta da casa de seu pai, e os homens da sua cidade a apedrejarão, até que morra; pois fez loucura em Israel, prostituindo-se na casa de seu pai; assim tirarás o mal do meio de ti". Deuteronômio 22:20-21

Hoje em nossos dias, no tempo da graça, não há apedrejamento, "pois quem não tem pecado atire a primeira pedra. João 8.7 parte b."

Nesse caso, por causa de "Pornéia", isto é fornicação, falta de pureza, ai sim o casamento pode ser dissolvido, sem precisar apedrejar a mulher que não foi encontrada virgem na lua de mel.
Leia agora a seguinte passagem:

"Quando um homem tomar mulher e, depois de coabitar com ela, a desprezar,

E lhe imputar coisas escandalosas, e contra ela divulgar má fama, dizendo: Tomei esta mulher, e me cheguei a ela, porém não a achei virgem;

Então o pai da moça e sua mãe tomarão os sinais da virgindade da moça, e levá-los-ão aos anciãos da cidade, à porta;

E o pai da moça dirá aos anciãos: Eu dei minha filha por mulher a este homem, porém ele a despreza;

E eis que lhe imputou coisas escandalosas, dizendo: Não achei virgem a tua filha; porém eis aqui os sinais da virgindade de minha filha. E estenderão a roupa diante dos anciãos da cidade.

Então os anciãos da mesma cidade tomarão aquele homem, e o castigarão.

E o multarão em cem siclos de prata, e os darão ao pai da moça; porquanto divulgou má fama sobre uma virgem de Israel. E lhe será por mulher, em todos os seus dias não a poderá despedir". Deuteronômio, 22:13-19

Então note que os discípulos ao ouvirem da boca do Mestre tais palavras, acharem melhor então ficar sem casar.

Então Jesus responde para eles que nesse caso nem todos podem receber este conceito de ficar sem casar, a não ser aqueles que tem esta capacidade.
"Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido". Mateus 19:11.

O Apostolo Paulo diz o seguinte:
"Porque quereria que todos os homens fossem como eu mesmo; mas cada um tem de Deus o seu próprio dom, um de uma maneira e outro de outra". 1 Coríntios 7:7.

Portanto se alguém quer fazer a vontade de Deus neste assunto, então é preciso que se evite o segundo casamento, caso venha a se separar.
Leia as palavras de Paulo o Apóstolo que estava de acordo com a visão de Jesus.
"Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido.
Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher". 1 Coríntios 7:10-11.

Note que no Brasil não existia o divórcio.
Os pastores não admitiam, ou seja não colocavam em comunhão pessoa divorciada que vivesse com outra pessoa.

A verdade é que a lei do País mudou, mas a Palavra do Senhor perdeu a sua posição por causa disso? Claro que não, pois o própio Jesus afirmou:
"Passarão o cêu e a terra porém as minhas palavras não passarão".

Consulte estes textos bíblicos:
Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.
Mateus 5:32

E ele lhes disse: Qualquer que deixar a sua mulher e casar com outra, adultera contra ela.

E, se a mulher deixar a seu marido, e casar com outro, adultera.
Marcos 10:11-12 (Note que nesta passagem Jesus não falou da excessão, pois marcos foi escrito para os gentios).

Qualquer que deixa sua mulher, e casa com outra, adultera; e aquele que casa com a repudiada pelo marido, adultera também.
Lucas 16:18 (Note que nesta passagem de Lucas, assim como Marcos Jesus não falou da excessão, pois Lucas foi escrito para os gentios).

Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido.

De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.
Romanos 7:2-3.

Ora, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher;
Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido.
1 Coríntios 7:1-2





Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido.
Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.
1 Coríntios 7:10-11

A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive; mas, se falecer o seu marido fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.
1 Coríntios 7:39

Porque o SENHOR, o Deus de Israel diz que odeia o repúdio, e aquele que encobre a violência com a sua roupa, diz o SENHOR dos Exércitos; portanto guardai-vos em vosso espírito, e não sejais desleais
Malaquias 2:16

Analizando todas estas passagens vemos que tudo esta de acordo com o que Jesus disse:

"Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem".
Mateus 19:6.

Infelizmente porém, muitos contrariam a vontade de Deus em relação ao divórcio, sabemos que existem casos difíceis de suportar, como uma traição e outras coisas mais, porém a palavra de Deus permanece a mesma, a nossa atitude quanto ao divórcio nunca vai invalidadr a Palavra de Deus no que se refere ao mesmo, e nunca vai mudar a vontade de Deus revelada na sua Palavra.
O objetivo deste artigo não é julgar a sua situação atual e o seu relacionamento, e sim trazer um esclarecimento acerca do assunto.

Observação: Quero deixar claro que, não tenho a intenção de esgotar o assunto como se este artigo fosse o único verdadeiro, até mesmo por que quanto a palavra "pornéia" existem muitas controvérsias, uns dizem ser pecado sexual anterior ao casamento, ou seja fornicação, outros dizem que "pornéia" significa prostituição geral, incluindo o adultério, por isto é bom estar sempre analizando.


Algumas perguntas precisam se analizadas:


O divórcio Glorifica a Deus?
O segundo casamento Glorifica a Deus?
Um casamento, onde um é fiel e o outro vive no adultério, honra a Deus?
E se fosse Jesus, Ele se divorciaria de uma esposa infiel?

Conselhos:

Problemas existem em todo casamento, alguns enfrentam problemas banais, outros problemas sérios por demais, porém independente do grau do problema e da dificuldade, você tem duas opções:
Faça a vontade do Senhor, ou faça a sua própria vontade, eu te aconselho a fazer a vontade de Deus, pois esta te resultará em honra diante do Mesmo, deposite toda a sua confiança em Deus sabendo que ele sempre opera maravilhas a nosso favor, honrando a Deus você também será honrado para honra e Glória do Nome do Senhor Jesus.
Que Deus te abençoe, em nome de Jesus.


Proximo Artigo

47 comentários:

  1. Boas palavras, porem é mais fácil entender a Palavra de Deus da forma clara e objetiva como está escrita. As palavras de Cristo, assim como a de Deus, não voltam atrás. Os 4 evangelhos não foram escritos para serem divididos e sim somados, não foram ditos a um e a outro não. Cristo disse do divórcio. porque é amor,sabedoria e justiça. Se alguém que é um com vc se relaciona com outro quebra a aliança e uma vez a aliança quebrada; quebrada está. Assim como Deus pode dizer a aqueles que se tornam diabos, ainda em vida: (Eu não o quero mais) Aquele que teve sua aliança quebrada, também poderá faze-lo. Há casos maravilhosos de perdão voluntário, porque o amor tudo suporta. Mas se desconsiderarmos o que disse Jesus por meio de rodeios meias verdades, imputamos aos homens leis que não vieram de Deus. Assim como fizeram os judeus aos gentios novos convertidos.O que está escrito exatamente é: ( Aquele que deixar sua mulher a não ser por relações ilícitas, comete adultério). A não ser, está claro. Se considerarmos que deve haver perdão em qualquer situação, Cristo deverá salvar a todos pois ninguém ama como Ele. Isso foi questão de justiça e não de salvação. É questão de lógica também, pois uma aliança quebrada só pode ser reatada com o consentimento do vitimado. Deus conhece nossos corações. Há tantos casos, mas tantos casos... Casos como a recusa da esposa na união sexual para o marido cair na tentação e trai-la. Esta não sera tomada por inocente. Deus trabalha com o tempo, Muitos homens e mulheres traídos por seus conjugues se separaram e depois de muitos anos perdoaram e refizeram a aliança. Outros até queriam, mas seus conjugues alem de traírem, abandonaram seus conjugues se unindo a outros. outro perdoaram uma, duas, três... Pois bem digo isto para que entendamos que o que Cristo diz não pode ser revogado, pois muitos casos existem e por isso a palavra de Deus é completa. Se aplica em todos os casos. Basta não altera-la.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Alessandro, seja muitíssimo bem vindo ao site Conselheiro Cristão, o seu comentário foi bem interessante, pensando no que você disse e sabendo que este assunto é bem polêmico, deixei claro que não quis esgotar o assunto, até mesmo por que o assunto é divergente isto é fato, mas fiquei muito feliz com o seu comentário, por que o nosso objetivo é aprender sempre e aconselhar vidas.
      Obrigado querido pela sua participação, volte mais vezes, a paz de Cristo, abraços

      Excluir
  2. Meus queridos,pensando no q Jesus disse:eu vim para dar vida e vida com abundancia!olho o seguinte exemplo: a mulher casa com um bom homem,aparentemente,eles namoram,noivam e casam-se!passa algum tempo,essa mulher começa ser espancada pelo marido,é humilhada:ela é obrigada a viver com ec covarde?e nao pode separarse desse malígno e casar com uma pessoa q vai cuida-la,vai ama-la respeita-la?? me digam! A outra c casa,tem uma filha com ele,a doce menina com o passar do tempo,começa a ser abusada por seu pai;essa mulher nao pode,largar ec crápula,por ele na cadeia e casar-se novamente,para ser feliz e ter uma vida com abundancia como Jesus falou?? me digam! e aqela palavra q diz:portanto nem uma condenaçao ha para os q estao em Cristo jesus?nao vale?me poupem gente!!!e a mulher adúltera,jesus nao a condenou e sim disse , vai e nao peqes mais!!resumindo:pecou,adulterou,fez coisa errada?parepeça misericórdia a Deus q é maior q tudo,começe do zero,vai e nao peques mais.Falou gente,nao coloqem dúvidas no coraçao das pessoas ,por favor e amor,nao coloqem jugo nas pessoas q contraíram matrimonio por motívos fortes,as vezes pior do q traição! Um abraço e esclareçam as coisas,casamento é uma coisa só pra esta terra.no céu seremos todos irmaose Jesus nunca disse q qem c divorciar vai para o inferno,leiam e interpretem a bíblia,corretament,nao fiqem condenando as pessoas,um abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao amigo anônimo, espero que tenha lido o a observação, deixamos claro que a itenção não é esgotar o assunto, e sim para analizarmos, obrigado pelo seu comentário, a sua palavra tem valor importante aqui, seja sempre bem vindo ao site Conselheiro Cristao, um abraço.

      Excluir
  3. Me desculpe,foi só um peqeno desabafo,tem muita gente por aí,esperando o ex-marido ou ex-esposa morrer para casar d novo,isso é um absurdo,falta lhes ensinamento correto,e muita gente deturpa a palavra,interpretando-a erradamente e ensinando as pessoas equivocadamente,e assim as pessoas ficam sempre na dúvida,como vão ter certeza da salvação c estão em dúvida.A pessoa c separa na média idade,tem fortes sentimentos,é humano,tem sensibilidades!Será q é obrigada a viver os seus próximos anos,solitario,infeliz,sem poder desfrutar daquilo q Deus deixou para homem e mulher? Penso q não,as pessoas tem q viver felizes!Um abração,amados! Pazzzzzzzzzzzz................

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola querido, você tocou em um ponto importante também, lembre-se que pra ser feliz, não significa necessariamente estar casado, ainda mais se é um Filho de Deus, a opçao de casar é pessoal de cada um, a fonte da felicidade é Jesus, a pessoa tem que ser feliz antes mesmo de casar, e não casar pra ser feliz!!!

      Excluir
  4. Náo é bom q o homem esteja só!!! E é melhor casar-se do q viver abrasado!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo que é melhor casar-se do que abrasar-se, verdade, pra quem se abrasa sim, mas não era disso que estavamos falando e sim do erro de muitos que pensam que pra ser feliz tem que estar casado, isto é um grande engano, a felicidade é pessoal e a fonte desta é Jesus Cristo, o Apostolo Paulo não era casado e era feliz e cheio do Espírito, e conheço pessoas que vivem na mesma condição do Apostolo, pessoas que tem controlo sobre a sua vontade é claro, agora se uma pessoa não consegue se conter, ai sim nesse caso é melhor casar do que ficar se prostituindo.

      Excluir
  5. Então ta,pra mim finalizar e não comentar mais,ja q vcs sempre tem uma tréplica,não vamos
    falar como solteiros sem experiencia conjugal,vamos procurar esclarecer e ajudar as pessoas,pois tem muita gente,julgando e condenando.Sabemos q a salvação ,não é por obras,condição financeira,cor da pele,classe social,casamento q foi dissolvido por n motivos etc... A salvação é pela imensa graça de Deus,mediante a fé.Paz qeridos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amado, o nosso objetivo aqui é justamente este, ajudar as pessoas, foi por esta razão que este site foi criado, o fato de concordarmos com alguma coisa que alguém comenta aqui não significa que o objetivo é treplicar e sim aprendermos uns com os outros, até mesmo por que não somos os donos da verdade.
      Sim realmente concordo com você que a Salvação é pela graça de Deus a prova esta no texto bíblico abaixo:
      Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.
      Efésios 2:8.
      Saiba que ficamos satisfeitos com o seu comentário, por este motivo gostaria que você também conhecesse a nossa página no facebook:
      https://www.facebook.com/conselheiroscristaos
      E deixe também lá a sua participação aconselhandovidas.
      A paz de Cristo Jesus e volte sempre que quiser.

      Excluir
  6. De facto, há muitos casos, e cada um deles muito especifico. Muitas vezes tendemos a retirar um exemplo de um problema especifico, e aborda-lo a partir de uma só perspectiva, e se possível conveniente. Temos de compreender, que quando nos casamos, e ao acontecer, estamos a efectuar uma aliança, a qual tem deveres e responsabilidades, de ambas as partes. É fàcil compreender, como se rompe uma aliança, seja ela por adultério, ou mesmo violência; pois poderemos com facilidade ver, que se a parte da mulher no relacionamento é difícil ( sujeitar-se ao seu marido ), a do homem, parece ainda mais difícil, pois diz que é amar a sua esposa como Cristo amou a Igreja, e dar a vida por ela. Nesta perspectiva, se ambos fizerem as suas responsabilidades, a harmonia ( com a presença de Deus no lar ) vai estar presente, e o Lar equilibrado em amor, respeito, e crescendo ambos em maturidade. Neste tipo de relacionamento ( aliança ), não consigo compreender a parte da violência, se bem, que a mesma, por vezes, não é somente fisica por parte do homem, mas também é verbal por parte da mulher, ou mesmo enxovalhante ( se se usar o acto sexual ); nao sabendo nós qual a que magoa mais, mas temos plenamente a consciencia, que este tipo de relacionamento e atitudes, quebra a aliança efectuada! Quanto aos casos, cada um é especifico, e deveremos sempre buscar ao Senhor que nos ajude, e tenha misericordia! Ninguém disse que no mundo nao teríamos aflições...mas podemos ter aconcelhamento com Aquele que disse que as venceríamos; Nele!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Cooler a paz de Cristo Jesus, obrigado por estar aqui conosco, relmente como você disse, a responsabilidade são de ambas as partes, tanto o homem como a mulher precisam estar unidos para que o relacionamento seja harmonioso e abençoado, o ideal seria que os conjuges se unissem para fortalecer a união e não se deixar levar por coisas que ao invés de fortalecer o relacionamento irá leva-lo ao fracasso, tanto o homem como a mulher tem defeitos e falhas, mas isto não impede de ambos respeitarem-se mutuamente e terem comopromisso um com outro, mas infelizmente nem sempre é isto que acontece, mas graças a Deus como você mesmo mencionou no final de seu comentário, em Cristo somos vencedores, ou mais que vencedores (Rom. 8:37), e independente de qualquer coisa que venhamos manter o foco em Jesus. Volte sempre, que Deus te abençoe!!!!

      Excluir
  7. ola, li todos os comentarios mas ainda nao me convenci.
    A parte do versiculo que diz em mateus 5,32 ... a nao ser por causa de infidelidade... aos meu olhos autoriza o divorcio, nao estou dizendo que Deus goste ou queira isso, so entendo que sendo Ele miseridordioso e sabendo de nossa miseravel condiçao humana nos permite ficar livre deste compromisso poi em 1cor 7,15 diz q Deus nod chamou para a paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz de Cristo ao querido anonimo, obrigado pela sua participação, que Deus te abençoe, volte sempre!

      Excluir
  8. Deus é poderoso para mudar o que parece impossível, então, entendo que, independente do que a mulher tem sofrido, ou o homem tem sofrido, Deus pode mudar a situação da vida deles, mudar os conjuges, ajudar a dar e a receber perdão... nada é impossível pra Deus, basta ter fé. Seja algum crime que tenha ocorrido na família, como estupro, espancamento, Deus pode mudar este quadro e ainda nos dá a justiça do homem que também precisamos seguir para nos amparar neste caso, porque quando Deus age até a justiça do homem funciona através do poder dele. Imagine para um verdadeiro coração arrependido de ter cometido estrupo, adulterio, homicidio, como estem varios testemunhos de pessoas usadas por Deus que eram antes de se converter verdadeiros demonios, e eles tem de conviver com os pecados cometidos pelo resto da vida, mesmo após a conversão, os processos continuam, a mente traz lembrança... deve ser terrível. Precisamos ter Jesus como exemplo, Ele perdoa, Ele ajuda, e com fé nEle tudo é possível! Casamentos são refeitos, lares são restaurados, pessoas são curadas... e mais N coisas que eu poderia citar, mas acho que isso já basta! Agindo Deus, quem impedirá?!!! Fiquem na Paz! Liana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Liana, Deus é poderoso para fazer o impossível, e muitas pessoas não recebem o impossível de Deus por que não acreditam nEle, em cafarnaum diz a palavra que Jesus não pode operar muitos milagres, por que as pessoas não criam nele, mas sabemos que Jesus tinha poder para operar como operava milagres, Jesus não perdeu o seu poder naquele momento, a questão é que as pessoas não abriam o coração para Jesus operar! Assim acontece nos dias de hoje, obrigado pela sua participação e volte sempre, pois a sua palavra é muito importante!

      Excluir
  9. saudacoes conforme a hora do dia! vi buscar conselho para meu casamento, sou casada apenas a 1 ano! sai de casa a duas semanas, estando agora na terceira semana em casa dois meus pais. sai da minha casa porque eu e meu marido temos muitos conflitos, e nunca conseguimos resolver, e sempre que falava com ele acerca de procurarmos ajuda, ele sempre dizia que resolve os problemas sozinho e nao precisa de familia para soluciona-los. mais a nossa situacao nunca mudava, meu marido sempre toma decisoes sozinho, sem me dar permissao para eu contestar! ja me traiu varias vezes, e nunca se arrependeu disso, e sempre foi frio para comigo, nao me da atencao! eu amo meu marido e nao quero me separar dele, mais a questao agora e que estou em casa dos meus familiares e ele nao aceita um encontro familiar, ele diz simplesmente que se eu quizer voltar para casa posso voltar, mais ele nao vai me seguir! me sinto desesperada, pois nao posso voltar para casa sem termos reunido com a familia para nos aconselharem, mais ele sempre diz que nao quer nenhum encontro familiar! o que faco!
    peco auxilio...!

    ResponderExcluir
  10. que a paz do senhor jesus continue a reinar sobre todos;conselheiro eu tenho um caso o qual quero te expor e tirar minhas dúvidas:"ja fazem 30anos, uma menina com 12 anos de idade se ilude com um homem de 25 anos de idade e foje com ele contra o querer de sua mãe,pois não tinha pai, na época quando a mãe descobre o ocorrido faz com que se casem diante de um delegado; o tempo passou o agora marido começa a mostrar quem era, começa a espancar a menina dia sim e dia também, agora a menina já esta com dois filhos não suportando aquela vida ela agora com 25 anos de idade foge do seu algoz; após muitas perseguições por parte do seu algoz e muitas fugas e alguns anos depois ela consegue se divorciar de seu ex; porque ele queria casar-se de novo;mais alguns anos se passam, agora esta mulher encontra uma pessoa ajunta seus trapos com ela,após um ano estão se casando no civil;o rapaz era solteiro; agora ela volta para cristo, ora por ele por 4 anos; então o milagre acontece, ele tambem aceita jesus como salvador; passaram-se 13 anos e agora: continuam casados ou se separam;nos socorra!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  11. Falar é fácil, conheço muitas mulheres que já sofreram, outras que sofrem ainda, todo tipo de abuso, traição covardia e muitos usam a palavra de Deus pra convencerem,de que não há nada a ser feito, Predestinando assim milhares de pessoas a viverem sem horizonte, então tem muita gente vivendo feliz com novo matrimônio dentro de igrejas, ou essas pessoas estão condenadas ao ADES, INFERNO ????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Neófito, não podemos dizer que estas pessoas que casaram-se pela segunda vez estão condenadas ao inferno, pois se estas pessoas estão na presença de Deus e buscam a Deus, quem somos nós para condena-las. Obrigado pela sua participação!

      Excluir
  12. Ola amigos de cristo, a dois meses decobrir que meu marido esta me traindo em um site de relacionamento, seu perfil no site é de um homen leiano,eu ainda me encotro muito deprimida e em estdado de choque, momento ele não sabe que eu estou sabendo e nem sei qual decisão devo tomar. anstis pensei em denunciar ao proprio site mas estou muito confusa por favor me ajude a tomoar a decisão certa!!!

    ResponderExcluir
  13. Bom dia,
    Preciso de ajuda, meu marido se separou de mim a três meses, desde então tenho orado, jejuado, ido a igreja, faço de tudo, mas ele não quer voltar comigo, agora descobri que ele está em um relacionamento de um mes e meio. Não aceito minha separação sei que não é isso que Deus quer para mim, estou sofrendo muito. Mas ainda tenho esperança na restauração do meu casamento.
    Me ajudem em oração por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém vamos orar, existem momentos na vida que a melhor coisa é de fato orar!

      Excluir
  14. Olá!
    Casei-me há um ano e meio. Soh q logo depois do casamento meu marido não manteve o combinado de voltar para cada todo dia (ele faz faculdade em uma cidade e nós moramos em outra, próxima). Ele soh vem para casa aos finais de semana e não assume nenhuma responsabilidade na casa. Ja me ofereci para morarmos juntos nesta outra cidade e ele não quer! Ja tentei de tudo para ter uma vida conjunta. Mas nada deu certo. Tenho orado bastante. Mas cada vez mais considero q isso não eh um casamento. Me sinto enganada e, mesmo sem haver o adultério, me questiono se tenho q viver nesse não casamento..

    ResponderExcluir
  15. Oi fui casada por 7 anos,foram anos de de muito sofrimento,violencia física e verbal.Vivia em cassere privado,raramente me comunicava com minha família,nos ultimos anos de casada meu ex marido chegava de madrugada bebado e praticamente não conversava comigo,apenas pra me humilhar.Tivemos um filho,e quando ele completou 5 meses nos separamos pois parecia não ter amor pelo proprio filho.Nunca tive prova que ele me traía,apenas já vi algumas mensagens no celular e o fato de sempre chegar tarde e me tratar como lixo já falavam por sim.Chegamos até tentar uma reconciliação por causa do nosso filho,mas não deu certo.Ele tinha ciúme s doentio e refletia na criança.Temia pela minha vida e pelo meu bebe.Nesse tempo ele me confessou que apos a separação ele se envolveu com outra mulher.Isso pode ser considerado uma traição pois ainda não tinhamos assinado o divórcio ainda?Hoje estou casada novamente com um evangelico temos um filho e é um ótimo marido,ele orou bastante no dia do nosso casamento .Aceitei Jesus como meu único salvador e vou me batizar nas águas,pois antes era catolica e não conhecia a palavra.A paz do Senhor

    ResponderExcluir
  16. Conselheiro por favor responda meu apelo, preciso de uma palavra, o meu caso é raro de se ver, por isso nunca vejo nenhuma palavra a respeito, já procurei e não encontrei. Sou casada há 5 anos, e desde o início do casamento meu marido quase não me procura pra sexo, passamos de um a dois meses, já chegando até mais que isso sem sexo, e já aconteceu várias vezes de eu procurar ele e ele não se animar ou broxar, não vejo stress nele, trabalha com negócio próprio, financeiramente bem, temos dois filhos, sou cuidadosa com a casa, com as crianças, comigo mesma, somos novos, nos respeitamos, me sujeito a ele como esposa, já descobri muitas mentiras dele das quais ele disse que se arrependeu, mas nunca descobri traição, só suspeitei, principalmente por causa de ligações. No namoro ele não era assim comigo, tínhamos sexo quase todos os dias. Só foi casar que mudou e com o tempo só piora. Já conversamos inúmeras vezes e ele diz que não sabe por que ele é assim, mas que tá satisfeito com essa pouca frequência, porém eu não tô feliz, vivo abrasada e magoada com ele, perdi a confiança, há muito tempo ele diz que vai melhorar comigo e não muda nada, só piora, já sai de casa algumas vezes e ele me pediu pra voltar, mas não mudou, ele é muito orgulhoso, por qualquer motivo ele muda o jeito comigo, e assim ficamos semanas com um clima estranho em casa, ele não tá nem aí pra mim, penso em divórcio todos os dias, já orei tanto a Deus e não vejo o que fazer, sei que Deus não se agrada do divórcio, mas devo eu suportar viver assim? Obrigada pela atenção.

    ResponderExcluir
  17. Que disse Jesus quanto ao juramento e o voto matrimonial ?
    Malaquias 2:13à17; S.Mateus 5:33à37; S.Marcos 10:6à9
    Quem foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade ?
    Malaquias 2:14,15
    Que diz Deus a respeito do divórcio ?
    Malaquias 2:16; Isaías 50:1à3
    O que disse Jesus à mulher samaritana que teve 5 maridos ?
    S.João 4:16,17,18
    O que causou a prisão e morte do profeta João Batista ?
    Romanos 7:1à3; 1 Coríntios 7:39; 1Coríntios 7:10,11
    __ João Batista estava familiarizado com o fato de que Herodes estava prestes a casar-se com a mulher de seu irmão, estando o marido ainda vivo, e fielmente declarou a Herodes que isto não era lícito S.Marcos 6:18 Primeiros Escritos página 154, 155 (Ellen G. White).
    Até quando os laços matrimoniais persistem ?
    Romanos 7:2; 1 Coríntios 7:39
    Como será considerada, se, vivendo ainda o marido, a mulher unir-se com outro ?
    Romanos 7:3
    __ Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de PROSTITUIÇÃO, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério. __ S.Mateus 5:32. __( Bíblia Sagrada, João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida ).
    __ Mateus 5:32 diz: por causa de infidelidade do voto conjugal (à prostituição).
    __ Mateus 19:9 diz: por causa de prostituição.
    __ Oséias 4:13 prostituição, é quando um solteiro pratica ato sexual ilícito.
    __ Deuteronômio 22:20,21 diz: não se achou virgindade na moça, ela fez loucura prostituindo-se na casa de seu pai.
    __ Mateus 5:31 diz: nesse caso pode dar carta de desquite.
    Quando um solteiro pratica ato sexual ilícito o que constitui
    __ prostituição ou adultério ?
    Deuteronômio 22:20,21
    Quando um casado pratica um ato sexual fora do casamento o que constitui
    __ prostituição ou adultério ?
    Oséias 4:13; Provérbios 6:26; Romanos 7:3; Marcos 10:11
    Quando somente um dos cônjuges está livre para casar de novo ? Como será considerada, se, vivendo ainda o marido, a mulher unir-se com outro ?
    Malaquias 2:14à16; 1 Coríntios 7:39; Romanos 7:1à3
    Quando somente podia haver dissolução do laço matrimonial __ por prostituição ou por adultério ? Além da dissolução do casamento, o que acontecia com a jovem que enganava o noivo ? Tinha o moço proteção da lei, caso na noite de núpcias descobria que houve infidelidade do voto e ela não era virgem ?
    Deuteronômio 22:13à21

    ResponderExcluir
  18. Marcos 10:2-12
    2 Alguns fariseus aproximaram-se dele para pô-lo à prova, perguntando: "É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher?"
    3 "O que Moisés ordenou a vocês?", perguntou ele.
    4 Eles disseram: "Moisés permitiu que o homem lhe desse uma certidão de divórcio e a mandasse embora".
    5 Respondeu Jesus: "Moisés escreveu essa lei por causa da dureza de coração de vocês.
    6 Mas no princípio da criação Deus 'os fez homem e mulher'.
    7 'Por esta razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher,
    8 e os dois se tornarão uma só carne'. Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne.
    9 Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe".
    10 Quando estava em casa novamente, os discípulos interrogaram Jesus sobre o mesmo assunto.
    11 Ele respondeu: "Todo aquele que se divorciar de sua mulher e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério contra ela.
    12 E, se ela se divorciar de seu marido e se casar com outro homem, estará cometendo adultério".
    ******************

    ResponderExcluir
  19. O Senhor há de eliminar do seu pacto de amor todo aquele que fizer isso, seja ele sacerdote ou homem comum!
    Mas apesar disso, vocês cobrem de lágrimas o altar, porque o Senhor não dá mais atenção às suas ofertas e porque vocês não recebem mais as suas bênçãos.
    Por que foi que Deus nos abandonou?" Vocês perguntam chorando. Eu vou dizer. É porque o Senhor viu a traição que vocês cometeram, abandonando suas esposas, que foram fiéis por tanto tempo. Aquelas companheiras a quem prometeram o cuidado e sustento.
    Ninguém com um pouco de juízo faria isso. Mas, quem fez um patriarca? Dirão vocês. Bem, ele procurava uma descendência prometida por Deus, num propósito espiritual. Portanto, tenham cuidado com suas paixões e ninguém seja infiel à sua esposa!
    Pois o Senhor, o Deus de Israel, diz que odeia o divórcio e os homens violentos. Então, tenham cuidado com seus sentimentos e não se divorciem de suas mulheres!
    Vocês cansaram o Senhor com suas reclamações e ainda perguntam, com falsa surpresa: "Cansado, o Senhor? Como é que O cansamos?" Afirmando que o mal é bem, que isso agrada ao Senhor! Ou dizendo que Deus nunca os castigará, que Ele não se importa.
    Malaquias 2:12 a 17 (Bíblia Viva).
    *************************

    ResponderExcluir
  20. ___ Malaquias 2:16 Deus detesta o divórcio.

    ___ Oséias 4:13 explica: (filha solteira ___ prostituição).
    (nora casada ___ adultério).

    Prostituição, é quando um solteiro pratica ato sexual ilícito.

    Adultério, é quando um casado pratica um ato sexual fora do casamento.
    Quando somente podia haver dissolução do laço matrimonial __ por prostituição ou por adultério ? Além da dissolução do casamento, o que acontecia com a jovem que enganava o noivo ? Tinha o moço proteção da lei, caso na noite de núpcias descobria que houve infidelidade do voto e ela não era virgem ?
    Deuteronômio 22:13à21

    Sob que única circunstância pode o casamento ser dissolvido? Quando,
    Então, unicamente, tem alguém o direito de ter novo matrimônio?
    S.Mateus 5:32 ___ S.Mateus 19:9
    ___ Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério. (Bíblia Sagrada; Edição Revista e Corrigida).

    Viúva ___ 1Corintios 7:39 ___ Romanos 7:1 a 3
    A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive, mas, se falecer o seu marido, fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.

    Casais separados ___ 1Corintios 7:10-11
    Todavia, aos casados, mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se porém, se apartar, que fique sem casar ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.

    Eunucos ___ S.Mateus 19:12 Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos POR CAUSA DO REINO DOS CÉUS. Quem pode receber isto, recebe-o.

    Qual o conforto para aqueles que estão impedidos de casarem-se de novo, e tem que se fazerem de eunucos? S.Mateus 19:10 a 12 ___ (5:4 a 8) ___ 1 Corintios 7:6 a 11.

    Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?
    Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido.
    De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.
    Romanos 7:1-3

    ___ 1Corintios 7:10-11
    Todavia, aos casados, mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se porém, se apartar, que fique sem casar ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.

    Quando estava em casa novamente, os discípulos interrogaram Jesus sobre o mesmo assunto.
    Ele respondeu: "Todo aquele que se divorciar de sua mulher e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério contra ela.
    E, se ela se divorciar de seu marido e se casar com outro homem, estará cometendo adultério". S.Marcos 10: 10-11-12.

    ResponderExcluir
  21. Esta é a frase principal que se diz no altar na hora do casamento:
    Reflita quem são as testemunhas que se fazem presente: Deus e os Anjos.

    O noivo diz:
    Eu (nome do noivo), recebo-te por minha esposa
    a ti (nome da noiva), e prometo ser-te fiel,
    amar-te e respeitar-te,
    na alegria e na tristeza,
    na saúde e na doença,
    todos os dias da nossa vida.
    A noiva diz:
    Eu (nome da noiva), recebo-te por meu esposo
    a ti (nome do noivo), e prometo ser-te fiel,
    amar-te e respeitar-te,
    na alegria e na tristeza,
    na saúde e na doença,
    todos os dias da nossa vida.
    Até que a morte nos separe.

    O Pastor pergunta: (nome do noivo) você promete, diante de Deus e destas testemunhas, receber (nome da noiva), como sua legítima esposa para viver com ela, conforme o que foi ordenado por Deus, na santa instituição do casamento? Promete amá-la, honrá-la, consolá-la e protegê-la na enfermidade ou na saúde, na prosperidade ou na adversidade, e manter-se fiel a ela enquanto os dois viverem?". Noivo: “sim, prometo”.O Pastor pergunta: “(nome da noiva) você promete, diante de Deus e destas testemunhas, receber (nome do noivo) como seu legítimo esposo, para viver com ele, conforme o que foi ordenado por Deus, na santa instituição do casamento? Promete amá-lo, honrá-lo, respeitá-lo, ajudá-lo e cuidar dele na enfermidade ou na saúde, na prosperidade ou na adversidade, e manter-se fiel a ele enquanto os dois viverem?". Noiva: “sim”.

    ResponderExcluir
  22. Como você vê a importância do “pacto” feito nos votos matrimoniais?

    “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne. Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe.” Mateus 19:5-6
    Ora, porque então alguém em sã consciência se separaria da sua carne, do seu próprio corpo, de si mesmo?
    Há quem diga o próprio casamento foi um erro, que não foi uma união feita por Deus e, sendo assim, o divórcio não estaria separando algo que Deus uniu. Porém...
    “Quando você fizer um voto, cumpra-o sem demora, pois os tolos desagradam a Deus;cumpra o seu voto. É melhor não fazer voto do que fazer e não cumprir... E não diga...:‘O meu voto foi um engano’. Por que irritar a Deus com o que você diz...?” Eclesiastes 5:4-5
    Logo, os seus votos matrimoniais são um compromisso assumido com Deus e com o seu cônjuge. Assim, não deveriam nunca ser quebrados.
    Deus odeia o divórcio (Malaquias 2:16), mas não os divorciados.Ele continua os amando e pronto a restaurar vidas, seja como for.
    PENSANDO SOBRE OS VOTOS MATRIMONIAIS
    Ter e guardar: o quanto você está ligado e “guardado” em seu cônjuge? Na alegria e na tristeza: o quão estável você é para com o seu cônjuge, não importando as circunstâncias?
    Na riqueza e na pobreza: quão bem o seu casamento resiste às pressões financeiras? Na saúde e na doença: como vocês reagem quando passam por lutas na área da saúde?
    Para amar e respeitar: estão cumprindo Efésios 5:33? Fidelidade: você é fiel ao seu cônjuge?
    Lute pelo seu casamento,invista, faça dele uma união feliz e duradoura (que dure para sempre)

    ResponderExcluir
  23. O que causou a prisão e morte do profeta João Batista ?
    Romanos 7:1à3; 1 Coríntios 7:39; 1Coríntios 7:10,11
    __ João Batista estava familiarizado com o fato de que Herodes estava prestes a casar-se com a mulher de seu irmão, estando o marido ainda vivo, e fielmente declarou a Herodes que isto não era lícito S.Marcos 6:18 Primeiros Escritos página 154, 155 (Ellen G. White).

    ResponderExcluir
  24. "Suspensão dos adúlteros da igreja — Aqueles que transgridem o sétimo mandamento devem ser suspensos da igreja, não devendo desfrutar da comunhão da mesma nem dos privilégios da casa de Deus. Disse o anjo: “Isto não é um pecado por ignorância. Trata-se de um pecado consciente e que receberá a terrível visitação de Deus, seja o seu praticante idoso ou jovem.” – {TCS 248.4}"
    "Pecado deliberado, arrogante — Nunca dantes foi este pecado considerado tão excessivamente pecaminoso por Deus como no tempo presente. Por quê? Porque Deus está purificando “para Si mesmo, um povo exclusivamente Seu, zeloso de boas obras”. Tito 2:14. "
    "pecam arbitrariamente, dando margem a todas as devassas paixões do coração carnal, satisfazendo suas propensões sensuais, desonrando a causa de Deus e então confessando que pecaram e que se sentem tristes! – {TCS 249.1}
    "E a igreja os recebe e diz “amém” a suas orações e exortações, as quais representam um mau cheiro às narinas de Deus e fazem com que Sua ira se manifeste sobre o acampamento. Ele não permanecerá em suas assembléias. "
    "Aqueles que, em tempos antigos, cometiam tais pecados eram arrastados para fora do acampamento e apedrejados. Sua sorte era a morte temporal e eterna; e porque a penalidade de apedrejamento foi abolida, condescende-se com este pecado, além da medida, como se tratasse de uma pequena ofensa. — Manuscrito 3, 1854. – {TCS 249.3}"
    um caso terrível e mui especifico: "Nenhuma ajuda para este homem [*]Os depositários de Ellen White não possuem documentação segura quanto à natureza da transgressão de E, mas Arthur White lembra-se de haver ouvido seu pai, W. C. White, referir-se à situação como um caso particularmente revoltante de incesto. — É impossível para o irmão E associar-se à igreja de Deus. Ele se colocou onde não pode ser ajudado pela igreja, nem ter com ela nenhuma comunhão ou vínculo. Ele se uniu ao povo por causa da luz e da verdade, mas escolheu obstinadamente o próprio caminho e recusou ouvir a reprovação. Seguiu as inclinações do coração corrompido, violou a santa lei de Deus e desgraçou a causa da verdade presente. Se ele arrepender-se sinceramente, a igreja não deve interferir em seu caso. Se for para o Céu, deverá ir sozinho, sem a comunhão da igreja. Uma permanente censura da parte de Deus e da igreja deve estar sobre ele, para que o padrão de moralidade não seja rebaixado ao pó. — Testemunhos para a Igreja 1:215. – {TCS 249.4}"
    "A pessoa em adultério e sua filiação à igreja
    Declaração antiga de Ellen White — O Senhor nos concedeu opressão de espírito no último domingo [5 de Fevereiro de 1854], e enquanto estávamos empenhados em sincera oração, fui tomada em visão e contemplei o estado de alguns dentre o professo Israel de Deus"
    "Disse o anjo: “O machado não foi posto à raiz da árvore.” Aqueles que manifestaram condescendência com as más paixões do coração devem ser desligados da igreja".
    "Um pecado enorme — Vi que o sétimo mandamento tem sido violado por alguns que agora se encontram na comunhão da igreja. Isso tem trazido sobre eles o desagrado de Deus. Este pecado é assustador nestes últimos dias, mas a igreja [os membros] tem causado o desagrado de Deus e acarretado maldição sobre si própria ao considerar tão levianamente o pecado. Vi que se trata de um pecado enorme, e não têm sido empreendidos esforços tão vigilantes quanto deveriam ser, no sentido de eliminar o desprazer de Deus e remover Seu desagrado ao assumir-se uma conduta estrita e reta para com o ofensor. – {TCS 248.1}"
    "Isso tem exercido uma tremenda e corruptora influência sobre os jovens. Eles observam quão levianamente se considera a transgressão do sétimo mandamento, e aquele que comete este pecado horrível pensa que tudo que tem a fazer é confessar o erro e sentir-se triste, e então voltar a desfrutar de todos os privilégios da casa de Deus e ser mantido na comunhão da igreja. – {TCS 248.2}"

    ResponderExcluir
  25. ___ Malaquias 2:16 Deus detesta o divórcio.

    ___ Oséias 4:13 explica: (filha solteira ___ prostituição).
    (nora casada ___ adultério).

    Prostituição, é quando um solteiro pratica ato sexual ilícito.

    Adultério, é quando um casado pratica um ato sexual fora do casamento.
    Quando somente podia haver dissolução do laço matrimonial __ por prostituição ou por adultério ? Além da dissolução do casamento, o que acontecia com a jovem que enganava o noivo ? Tinha o moço proteção da lei, caso na noite de núpcias descobria que houve infidelidade do voto e ela não era virgem ?
    Deuteronômio 22:13à21

    Sob que única circunstância pode o casamento ser dissolvido? Quando,
    Então, unicamente, tem alguém o direito de ter novo matrimônio?
    S.Mateus 5:32 ___ S.Mateus 19:9
    ___ Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério. (Bíblia Sagrada; Edição Revista e Corrigida).

    Viúva ___ 1Corintios 7:39 ___ Romanos 7:1 a 3
    A mulher casada está ligada pela lei todo o tempo que o seu marido vive, mas, se falecer o seu marido, fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.

    Casais separados ___ 1Corintios 7:10-11
    Todavia, aos casados, mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se porém, se apartar, que fique sem casar ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.

    Eunucos ___ S.Mateus 19:12 Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos POR CAUSA DO REINO DOS CÉUS. Quem pode receber isto, recebe-o.

    Qual o conforto para aqueles que estão impedidos de casarem-se de novo, e tem que se fazerem de eunucos? S.Mateus 19:10 a 12 ___ (5:4 a 8) ___ 1 Corintios 7:6 a 11.

    Não sabeis vós, irmãos (pois que falo aos que sabem a lei), que a lei tem domínio sobre o homem por todo o tempo que vive?
    Porque a mulher que está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas, morto o marido, está livre da lei do marido.
    De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.
    Romanos 7:1-3

    ___ 1Corintios 7:10-11
    Todavia, aos casados, mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido. Se porém, se apartar, que fique sem casar ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.

    Quando estava em casa novamente, os discípulos interrogaram Jesus sobre o mesmo assunto.
    Ele respondeu: "Todo aquele que se divorciar de sua mulher e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério contra ela.
    E, se ela se divorciar de seu marido e se casar com outro homem, estará cometendo adultério". S.Marcos 10: 10-11-12.

    ResponderExcluir
  26. O Senhor há de eliminar do seu pacto de amor todo aquele que fizer isso, seja ele sacerdote ou homem comum!
    Mas apesar disso, vocês cobrem de lágrimas o altar, porque o Senhor não dá mais atenção às suas ofertas e porque vocês não recebem mais as suas bênçãos.
    Por que foi que Deus nos abandonou?" Vocês perguntam chorando. Eu vou dizer. É porque o Senhor viu a traição que vocês cometeram, abandonando suas esposas, que foram fiéis por tanto tempo. Aquelas companheiras a quem prometeram o cuidado e sustento.
    Ninguém com um pouco de juízo faria isso. Mas, quem fez um patriarca? Dirão vocês. Bem, ele procurava uma descendência prometida por Deus, num propósito espiritual. Portanto, tenham cuidado com suas paixões e ninguém seja infiel à sua esposa!
    Pois o Senhor, o Deus de Israel, diz que odeia o divórcio e os homens violentos. Então, tenham cuidado com seus sentimentos e não se divorciem de suas mulheres!
    Vocês cansaram o Senhor com suas reclamações e ainda perguntam, com falsa surpresa: "Cansado, o Senhor? Como é que O cansamos?" Afirmando que o mal é bem, que isso agrada ao Senhor! Ou dizendo que Deus nunca os castigará, que Ele não se importa.
    Malaquias 2:12 a 17 (Bíblia Viva).

    ResponderExcluir
  27. Marcos 10:2-12
    2 Alguns fariseus aproximaram-se dele para pô-lo à prova, perguntando: "É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher?"
    3 "O que Moisés ordenou a vocês?", perguntou ele.
    4 Eles disseram: "Moisés permitiu que o homem lhe desse uma certidão de divórcio e a mandasse embora".
    5 Respondeu Jesus: "Moisés escreveu essa lei por causa da dureza de coração de vocês.
    6 Mas no princípio da criação Deus 'os fez homem e mulher'.
    7 'Por esta razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher,
    8 e os dois se tornarão uma só carne'. Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne.
    9 Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe".
    10 Quando estava em casa novamente, os discípulos interrogaram Jesus sobre o mesmo assunto.
    11 Ele respondeu: "Todo aquele que se divorciar de sua mulher e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério contra ela.
    12 E, se ela se divorciar de seu marido e se casar com outro homem, estará cometendo adultério".

    ResponderExcluir
  28. “O casamento, união vitalícia, é símbolo da união entre Cristo e a igreja.” - Testemunhos para a Igreja, vol. 7, pág. 46.

    “O casamento é um passo que se dá por toda a vida. Tanto o homem como a mulher devem considerar cuidadosamente se podem viver um ao lado do outro através de todas as dificuldades da vida enquanto ambos viverem.” - Lar Adventista pág. 340.

    “O voto matrimonial que une o marido à sua esposa deve permanecer intacto...”. - Testemunhos sobre Conduta Sexual Adultério e Divórcio, pág. 78.

    “Herodes sentiu-se afetado ao ouvir os poderosos, diretos testemunhos de João, e com profundo interesse indagou o que precisava fazer para tornar-se seu discípulo. João estava familiarizado com o fato de que ele estava prestes a casar-se com a mulher de seu irmão, estando o marido ainda vivo, e fielmente declarou a Herodes que isto não era lícito.” - Primeiros Escritos, pág. 154.
    *******************

    "Esses votos ligam os destinos de duas pessoas com laços que coisa alguma senão a mão da morte deve desatar. 1 TSM 576."

    ResponderExcluir
  29. Princípios de Deus:
    Gênesis 2:18,21,22,23,24
    Malaquias 2:14à16
    Romanos 7:1à3
    1 Coríntios 7:39,40
    1 Coríntios 7:10,11
    S.Marcos 10:2à12
    S.Lucas 16:17,18
    Que disse Jesus quanto ao juramento e o voto matrimonial ?
    Malaquias 2:13à17; S.Mateus 5:33à37; S.Marcos 10:6à9
    Quem foi testemunha entre ti e a mulher da tua mocidade ?
    Malaquias 2:14,15
    Que diz Deus a respeito do divórcio ?
    Malaquias 2:16; Isaías 50:1à3
    O que disse Jesus à mulher samaritana que teve 5 maridos ?
    S.João 4:16,17,18
    O que causou a prisão e morte do profeta João Batista ?
    Romanos 7:1à3; 1 Coríntios 7:39; 1Coríntios 7:10,11
    __ João Batista estava familiarizado com o fato de que Herodes estava prestes a casar-se com a mulher de seu irmão, estando o marido ainda vivo, e fielmente declarou a Herodes que isto não era lícito S.Marcos 6:18 Primeiros Escritos página 154, 155 (Ellen G. White).
    Até quando os laços matrimoniais persistem ?
    Romanos 7:2; 1 Coríntios 7:39
    Como será considerada, se, vivendo ainda o marido, a mulher unir-se com outro ?
    Romanos 7:3
    __ Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de PROSTITUIÇÃO, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério. __ S.Mateus 5:32. __( Bíblia Sagrada, João Ferreira de Almeida, Edição Revista e Corrigida ).
    __ Mateus 5:32 diz: por causa de infidelidade do voto conjugal (à prostituição).
    __ Mateus 19:9 diz: por causa de prostituição.
    __ Oséias 4:13 prostituição, é quando um solteiro pratica ato sexual ilícito.
    __ Deuteronômio 22:20,21 diz: não se achou virgindade na moça, ela fez loucura prostituindo-se na casa de seu pai.
    __ Mateus 5:31 diz: nesse caso pode dar carta de desquite.
    Quando um solteiro pratica ato sexual ilícito o que constitui
    __ prostituição ou adultério ?
    Deuteronômio 22:20,21
    Quando um casado pratica um ato sexual fora do casamento o que constitui
    __ prostituição ou adultério ?
    Oséias 4:13; Provérbios 6:26; Romanos 7:3; Marcos 10:11
    Quando somente um dos cônjuges está livre para casar de novo ? Como será considerada, se, vivendo ainda o marido, a mulher unir-se com outro ?
    Malaquias 2:14à16; 1 Coríntios 7:39; Romanos 7:1à3
    Quando somente podia haver dissolução do laço matrimonial __ por prostituição ou por adultério ? Além da dissolução do casamento, o que acontecia com a jovem que enganava o noivo ? Tinha o moço proteção da lei, caso na noite de núpcias descobria que houve infidelidade do voto e ela não era virgem ?
    Deuteronômio 22:13à21
    __ Entre os Judeus era permitido ao homem repudiar sua mulher pelas mais triviais ofensas, e a mulher se achava então em liberdade de casar outra vez. Este costume levava a grande infelicidade e pecado. No Sermão do Monte, Jesus declarou plenamente que não podia haver dissolução do laço matrimonial, a não ser por infidelidade do voto conjugal. “Qualquer,” disse Ele, “que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério.”
    __ Quando, posteriormente, os fariseus O interrogaram acerca da legalidade do divórcio, Jesus apontou a Seus ouvintes a antiga instituição do matrimônio, segundo foi ordenada na criação. “Moisés,” disse Ele, “por causa da dureza dos vossos corações vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas no princípio não foi assim.” Mateus 19:8.

    ResponderExcluir
  30. Pastores divorciados são pastores reprovados ?

    Pela relevância do tema, preciso antes de analisá-lo, lembrar o contexto e a realidade de desconfiança e incredulidade que se encontra a Igreja Cristã em nossos dias.
    Hoje observamos que as pessoas, mesmos as cristãs, já não acreditam na eficácia e eficiência da Igreja como uma organização abençoadora e participante dos propósitos de Deus neste mundo. Antes, a consideram “falida” e ineficaz para propagar a Palavra de Deus e para cuidar de vidas.
    Por que isso ocorreu? O que levou as pessoas a pensar desta forma?
    Bem, são várias as respostas para estas questões, mas a que considero mais chocante é que a maioria dos cristãos perdeu a confiança em seus pastores e líderes, e não os consideram mais um “padrão” (exemplo) para os fiéis. Essa desconfiança fez com que não os respeitassem mais e não os considerassem como conselheiros e guias adequados para ajudá-los em seus dilemas e problemas diários.
    E como os pastores e líderes perderam a confiança do rebanho de Cristo?
    A resposta é que simplesmente não fizeram, não praticaram em suas vidas, o que ensinavam e pregavam aos demais irmãos. Foram incoerentes e inconseqüentes, e mais, foram infiéis ao que nos ensinam as Escrituras. Negaram com suas ações tudo aquilo que a vida inteira afirmaram ser a verdade bíblica, a verdade de Deus para a Igreja.
    Uma destas incoerências se deu e se dá pela epidemia de pastores e ministros evangélicos que se separam e se divorciam de suas esposas e se casam com outra.
    O divórcio e o adultério invadiram a igreja, enquanto ovelhas e pastores igualmente demonstraram pouco ou nenhum interesse para com esta contaminação, mais e mais ministros entraram para o sistema mundano do “casa-separa-casa-separa”, criando uma atmosfera de epidemia na igreja. A racionalização reinou suprema em detrimento da Palavra de Deus.
    E aí então, entramos propriamente no assunto e questão principal deste artigo, ou seja, podem estes pastores e ministros prosseguirem pastoreando e liderando o povo de Deus após terem essas atitudes e postura?
    A resposta é rápida e simples: NÃO !
    E porque digo isso? Porque a Bíblia os considera repreensíveis para o ministério pastoral.
    A seguir demonstro biblicamente, porque afirmo isso, enumerando algumas razões que impedem um pastor de continuar com seu ministério após se separar, se divorciar de sua esposa:

    1ª RAZÃO:
    Porque Ele passa a NÃO ser um exemplo dos fiéis.
    Em I Tim. 4:12, Paulo exorta ao pastor Timóteo para que seja "...o padrão (exemplo) dos fiéis..." O homem que está no segundo, ou até no terceiro casamento, não pode ser exemplo dos fiéis, por não ser esta a vontade de Deus para o seu povo: Ele odeia o divórcio (Mal. 2:16). Os jovens de tal igreja estariam automaticamente, levantando a possibilidade de os seus futuros casamentos, se não derem certo "como o do pastor", o divórcio seria uma opção e ainda Deus os estaria ainda abençoando após algumas "tribulações..." Desastroso exemplo seria também para os que entrarão ou já estão no ministério pastoral. O Cristianismo verdadeiro não segue o lema de "faça o que eu digo mas não faça o que eu faço". Paulo disse "sede meus imitadores como eu sou de Cristo" (I Cor. 3:15). O ministério pastoral não é para qualquer um, mas para os que tem condições morais de dar exemplo (Heb. 13:7).

    ResponderExcluir
  31. 2ª RAZÃO: Porque ele NÃO é mais irrepreensível.
    Em I Tim. 3:2 temos as qualificações para o pastor: "Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível..." A palavra traduzida por irrepreensível usada no texto acima é do grego "anepleptos". Ela aparece 3 vezes no Novo Testamento, a saber: I Tim. 3:2, 5:7 e 6:14. O significado é sempre o de alguém de quem não se pode falar nada contra, sem mancha, sem culpa, inacusável. Independente de ser ou não o causador do divórcio ( se é que existe tal condição ), o homem que passou por esta experiência não se encaixa nas exigências bíblicas, e será usado pelo diabo para escandalizar e envergonhar o Evangelho. Existe "pastor" que se casou em rebeldia contra os conselhos dos pais, de amigos e até de seus pastores atraindo as maldições do Senhor. Tal flagrante violação da vontade de Deus, tornou tal crente o único responsável pela falência do seu próprio casamento, desqualificando-o de uma vez por todas, para o exercício do pastorado.

    3ª RAZÃO: Ele Não é mais marido de UMA SÓ mulher.
    "Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher..." (I Tim. 3:2). A expressão "marido de uma mulher" significa muito mais do que o leitor superficial possa imaginar e não é como alguns afirmam equivocadamente “uma esposa de cada vez”. Ora, isso seria um convite e uma motivação para vários casamentos, e não penso que a Palavra de Deus concorda com esta teoria. O ensino é que a mulher com quem o bispo, pastor é casado é a sua primeira e única! Não tem nada a ver com a condenação de relacionamentos simultâneos, o que seria adultério. Entretanto, existe uma linha de interpretação aqui defendida por muitos, que situa esta orientação baseado numa suposta condenação da poligamia. Penso que seria um absurdo tão redundante e flagrante o pecado da poligamia que Paulo não precisaria se referir a ela para uma pessoa especial como o bispo. O que realmente está em jogo aqui é a conduta ilibada e irrepreensível do pastor no seu relacionamento singular com a sua primeira esposa. Em algumas versões bíblicas, o texto fica ainda mais claro e aparece assim: É preciso, porém, que o dirigente seja irrepreensível, esposo de uma única mulher... ou ainda, diz: É, porém, necessário que o inspetor seja irrepreensível, que não tenha sido casado senão uma vez...
    Veja o verso afim em I Tim. 5:9. "...e só a que tenha sido mulher de um só marido." É óbvio que a viúva a que Paulo se refere, só poderia receber auxílio da igreja se tivesse vivido com um só homem. Por estar ele morto não haveria outro. Esta é a mesma construção gramatical que se refere a situação do pastor, apenas invertendo-se os substantivos. A ênfase em I Tim. 3:1 sobre a vida conjugal do pastor é tão flagrante, que a mesma palavra que é usada para expressar a unicidade da mulher da sua vida, é usada também em todas as vezes no Novo Testamento para expressar que marido e mulher se tornam uma só carne. O homem que se divorcia e se casa com outra mulher não reverte o se tornar uma só carne com a primeira, portanto ele não é mais marido de uma só mulher nem na singularidade nem na ordem numeral. Se voltasse para a primeira mulher cessaria o adultério, mas a desqualificação está selada para sempre.

    ResponderExcluir
  32. 3ª RAZÃO: Ele Não tem mais autoridade para orientar nem aconselhar.
    Certo pastor, que estava no segundo casamento, teve a audácia de, ao pregar numa determinada igreja, mencionar a sua indignação ao se deparar com colegas que estavam no segundo casamento... Tal falta de honestidade e coerência nos faz lembrar a advertência do Mestre que disse "Ou como dirás ao teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho; estando uma trave no teu" (Mat. 7:5). O divorciado não pode pregar numa igreja como pastor, muito menos aconselhar os casais crentes sobre família, porque a sua não é mais exemplo. Se tentar aconselhar estará sendo hipócrita, se não aconselhar estará sendo omisso com o ministério mutilado.
    Como um pastor divorciado poderá aconselhar um casal que está com problemas no casamento? Com que autoridade ele dirá para lutarem pelo seu casamento, para se perdoarem e buscarem a reconciliação se ele mesmo não conseguiu fazer isso? Como esse pastor aconselhará um jovem casal prestes a se casar orientando-os que o casamento é um compromisso até a morte se ele mesmo não cumpriu isso?
    Não tem jeito, o Cristianismo não funciona segundo palavras vazias, mas com exemplo de vida. Mesmo que o homem não tenha se casado novamente, a situação de separação da primeira esposa já o desqualifica para o pastorado, pois não conseguiu, falhou, fracassou em “governar sua própria casa”.

    4ª RAZÃO: Ele contradiz a própria Palavra que prega, por exercer, em rebeldia, uma posição para a qual Deus não o permite mais...
    Quando o pastor sobe ao púlpito para pregar, ele não pode expressar as suas opiniões. Ele tem que entregar uma mensagem que não é a sua. Ele tem que pregar a Palavra de Deus em obediência a Cristo. Se o pregador está em rebeldia no seu viver, ele está desqualificado para pregar. Suas palavras são vazias e sem poder. Não importa o que a igreja pense, o tamanho da congregação, ou quantas conversões acontecem: o seu líder nessas condições está sem a bênção do Senhor, não importando os "sinais externos": os resultados não autenticam a fonte (I Cor. 3:13-15).
    A verdade é que ele seria um desastre espiritual a médio e longo prazo para a Igreja que o aceitar. Não se pode colocar o pecado em compartimentos. Quando ele entra na igreja sob a forma de omissão e rebeldia contra a Palavra de Deus, qual fermento se espalha para vários outros setores. Com o pecado não se brinca. A tendência do homem é o pecado, principalmente na área de família e sexo. Na igreja isto também se verifica. Se a liderança não tem os padrões de Deus, a degeneração dos crentes é certa. Os líderes cristãos não podem ser egoístas, buscando seus interesses a curto prazo, nem status de liderança para encobrir pecados pessoais.
    Se os padrões são decadentes, pode-se esperar que os crentes que se desenvolveram dentro do ambiente de tolerância com o pecado serão cada vez mais decadentes, frios e finalmente apóstatas. Veja as advertências do Senhor às 7 igrejas do Apocalipse. A igreja local também não deve aceitar um pastor divorciado. Eles estariam em rebeldia contra a Palavra de Deus, independente do número de votos que homologou a aceitação. Os crentes sérios que porventura pertençam a tal igreja deveriam imediatamente se retirar dela, recusando submeter-se a um líder desqualificado e não aprovado por Deus. O voto da maioria nesse caso não opera a vontade de Deus (Ex.23:2).

    ResponderExcluir
  33. 5ª RAZÃO: Ele desonra o gesto prudente de ex-pastores que abandonaram o ministério por fracassarem no casamento.
    Há diversos casos de pastores que, apesar de terem o chamado de Deus para o ministério, tiveram a dignidade e a nobreza de abandoná-lo após se desqualificarem devido ao divórcio, separação ou conduta. Quando alguém insiste em permanecer no ministério nessas condições está desonrando a Deus e a esses homens dignos que entenderam que não era mais a vontade de Deus a sua liderança sobre o Seu povo. Quando alguém assim permanece no ministério, na verdade está se julgando muito importante e indispensável para o trabalho de Deus (Luc. 17:10).

    6ª RAZÃO: Ele destruiu o modelo de compromisso indissolúvel entre Cristo e sua Igreja.
    O relacionamento eterno entre Cristo e os salvos, é comparado com o do marido e esposa cujo compromisso não é para ser quebrado (Efésios 5:22-33). Cristo sempre teve a Sua igreja no mundo, e em certos períodos, sobraram apenas poucos, que foram perseguidos, traídos, torturados, sepultados nas celas das masmorras, martirizados por sua fé, ou obrigados a fugir para a fortaleza das montanhas e para as covas e cavernas da Terra, mas continuaram guardando os mandamentos de Seu Pai.

    7ª RAZÃO: Ele Não pode celebrar casamentos: “Até que a morte os separe” (Rom. 7:2-4, I Cor. 7:39)
    Como pode um pastor proferir os votos conjugais para um casal de noivos, se ele mesmo não cumpriu na sua vida? Ou teremos que mudar os votos matrimoniais para: até que o divórcio os separe?

    ResponderExcluir
  34. 7ª RAZÃO: Ele Não pode celebrar casamentos: “Até que a morte os separe” (Rom. 7:2-4, I Cor. 7:39)
    Como pode um pastor proferir os votos conjugais para um casal de noivos, se ele mesmo não cumpriu na sua vida? Ou teremos que mudar os votos matrimoniais para: até que o divórcio os separe?

    8ª RAZÃO: Ele está contribuindo para a degeneração dos padrões familiares.
    Se pastores, tendo suas famílias dentro dos padrões bíblicos, já sofrem com a desintegração de várias famílias dos membros, imagine se do púlpito vem o péssimo exemplo do fracasso conjugal. Nesse caso os fundamentos da família estão abalados para as gerações seguintes (Sal. 11:3).
    O divórcio é uma ameaça para a família cristã. As suas consequências são devastadoras para a família. Por esse motivo "... o Senhor Deus de Israel diz que aborrece o repúdio..." (Mal. 2:16). O homem que foi chamado para anunciar a Palavra de Deus como pastor não pode ser divorciado, muito menos casado pela segunda vez. Se alguém está nessa triste situação deve ter a humildade suficiente de abandonar o ministério urgentemente para não causar mais prejuízos ao testemunho do Evangelho e procurar exercer os seus dons fora da liderança da igreja, pois o seu chamado acabou tão logo tenha ocorrido a desqualificação.

    Considerações Finais.

    Para os crentes que desfrutam a bênção de ter o seu casamento dentro da vontade de Deus, fica o alerta para, humildemente, reconhecer a Graça do Senhor (I Cor. 10:12) e buscar em fervente oração, forças e discernimento para combater as armadilhas do maligno para a destruição da família.
    O pecado sexual geralmente se faz acompanhar de outros. Ao se divorciar (cometendo adultério ou não), uma pessoa quebra pelo menos cinco princípios bíblicos: Coloca o desejo pessoal acima de Deus, rouba, cobiça, dá falso testemunho e quebra a aliança: “até que a morte os separa”, ou o “que Deus uniu, não separe o homem”.
    Em razão da vergonha decorrente do pecado sexual, há a forte tendência de cometer pecados para encobri-lo. Se alguém tivesse dito ao rei Davi que embebedaria um homem e depois o mataria, ele não acreditaria. O pecado sexual, porém, o tornou mentiroso, ladrão e assassino."
    Penso sinceramente que pastores que se divorciaram não precisam e não devem estar pastoreando, eles precisam sim é de ajuda, pois estão fragilizados e necessitados de atenção e amor da irmandade. Mas, essa ajuda não pode ser exercida em sua integralidade se teimarem em prosseguir pastoreando. Precisam, reconhecer que fracassaram e que precisam continuar agora servindo a Deus de outra forma e em outras áreas. Essa é a verdade, uma triste verdade, mas a pura verdade.
    Portanto e finalmente, afirmo sem medo de errar que um pastor que cai em adultério, ou que se divorcia por outras razões, casando ou não novamente, pode e deve ser restaurado no Corpo de Cristo, o perdão de Deus também alcança pastores, mas para o ministério pastoral se tornou reprovado!

    ResponderExcluir

Comentários de acordo com o texto e sem palavras ofensivas, obrigado (www.conselheirocristao.com.br)

Compartilhe

Compartilhe